Ceramista autodidata, escolheu Bom Jardim-RJ para residir e montar seu ateliê. Nesta cidade iniciou quando jovem e com seu pai Eder Carrielo, seu aprendizado na arte de esculpir em madeira. Lula interrompeu, após o falecimento de seu pai e por um longo período este envolvimento com a arte, passando a atuar somente como protético. Descobriu recentemente através de experimentações com o barro uma linguagem própria e sua verdadeira expressão artística.

Iniciou este caminho esculpindo ânforas com o sentido simbólico de armazenar a vida que passou a preservar e valorizar, enquanto recuperava-se de uma grave enfermidade. A arte a partir de então, tornou-se para Lula uma presença forte . Inspirado na natureza que o rodeia, passou a esculpir no barro, formas orgânicas e vazados. Hoje sua pesquisa voltou-se também para a representação de gestos e expressões faciais. Seu trabalho foi reconhecido pelo escultor Maurício Bentes, que em visita a seu ateliê, pediu para que executasse, no barro, um Jesus Cristo crucificado, fundido posteriormente em alumínio.

O trabalho final foi aprovado pelo escultor e hoje encontra-se no interior da Capela dos Milagres na Igreja do Bonfim em Natividade-TO.
Participou de exposições coletivas no Sesc de Nova Friburgo-RJ, no Centro de Artes de Duas Barras-RJ e na Casa da Cutura de Bom Jardim-RJ.